A Arte de Ser Mãe

Ser mãe é uma dádiva, mas acima de tudo  é uma oportunidade para sermos melhores.

Os filhos são seres que são colocados em nossas vidas para que juntos possamos evoluir e criar uma realidade melhor.

Entretanto os filhos não chegam com manual de instruções. Por isso que errar faz parte do processo de ser mãe. Todas as mães erram e devem entender que errar faz parte do desenvolvimento humano. Já dizia meu avô: “Na vida a gente erra tentando acertar.”

E é muito lindo reconhecer onde estamos errando e mudar a rota para atingir o verdadeiro objetivo: sermos seres humanos melhores.

A Angélica falou um pouco sobre seus erros e seus acertos na revista Claudia  de Maio de 2014. Aqui partilho com vocês o que ela falou sobre seus erros e sobre seus acertos:

OS ERROS

  • Deixar as refeições serem feitas em frente da TV: “Para garantir a próxima colherada, aceitamos qualquer chantagem. Já com a Eva corrigi esse erro a tempo.”
  • Fazer os pequenos dormirem no colo: “O ideal é que eles aprendam a dormir sozinhos.”
  • Sair de casa escondida: “É muito difícil deixar a criança se esgoelando de chorar na hora de dizer tchau. Mas ela precisa aprender que você vai voltar. Isso desenvolve a segurança dela.”
  • Ouvir demais os conselhos da babá: “Quando o meu primogênito nasceu eu era muito inexperiente, e o que a babá dizia era lei. No segundo filho resolvi ouvir a minha intuição e deixar o instinto materno trabalhar. Tomei as rédeas de volta. A criança precisa perceber que tem uma mãe confiante por perto.”

OS ACERTOS

  • Criar uma rotina para as crianças: “Ter horário para tudo, incluindo refeição, brincadeiras e sono, faz as crianças se sentirem mais seguras. Meus filhos sempre vão dormir às 21 horas. As boas regras facilitam tanto a vida da criança quanto a dos pais.”

 

  • Não exagerar nos presentes: “Quando viajamos, deixo que escolham um brinquedo em cada cidade, e só.”

 

  • Ensinar a doar: “Ensino meus filhos a ser generosos abrindo mão de roupas, sapatos e também de brinquedos. É um exercício bem difícil para as crianças, mas fundamental para  a formação do caráter.”

 

  • Não incentivar o ciúme entre irmãos: “É importante mostrar que o amor é igual para todos os filhos. Eles precisam saber que não existe um de quem os pais gostam mais. Também devem perceber que ter mais irmãos é um ganho, e não uma perda.”

 

  • Amamentar o maior tempo possível: “Considero esse período precioso demais para a saúde e os vínculos de afeto.”
Anúncios

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s